Pensei em passar esta mensagem por vídeo mas não tive coragem de o fazer. Vou referir assuntos que me são muito queridos e tomar uma decisão, já tomada outras vezes mas não nesta dimensão, que sei que não me agrada.

Vou tentar ser o mais breve possível porque textos longos ninguém gosta de os lêr.

Quem acompanha o nosso trabalho desde sempre ou há muito tempo sabem a nossa história. Para quem nos acompanha recentemente vou fazer uma breve descrição do que se passa na nossa associação e o porquê da minha decisão.

Existimos faz 14 anos, tivemos vários imprevistos com diversos abrigos mas o maior foi quando em 2014 um muro de suporte de terras com +- 12m de altura derrocou contra o prédio onde estávamos instalados. Ficámos sem abrigo de um dia para o outro. Não vou referir o mal que passámos mas antes o bom que nos aconteceu. Uma adoptante nossa liga-nos e diz que tem um determinado valor que nos oferecia para a compra de um terreno para a construcção de um abrigo de raiz com todas as condições possíveis para os gatinhos que estavam ao nosso cuidado e todos os outros que se cruzassem na nossa vida. Na situação em que estávamos, melhor notícia não poderíamos ter.

Arranjámos um terreno, comprámos e em determinada altura, a C.M. de Sintra informa-nos que não é possível construir o que queríamos. Foram +- 4 anos de luta e nada conseguimos. Felizmente conseguimos vender o terreno.

Decidimos mudar os planos e procurar outro local onde fosse possível construir o nosso sonho. Conseguimos em Sobral de Monte Agraço. Mais três Senhoras se juntaram ao projecto e foi possível comprar um terreno ainda maior e com as condições necessárias para o que precisávamos.

Temos o projecto aprovado. Já muito foi feito (temos tudo documentado aqui) mas chegou a altura mais critica, a construcção do edifício principal, o abrigo para os gatos. É necessário muito dinheiro porque, como já alguns disseram, é um projecto muito ambicioso. Talvez seja, mas só vamos ter uma oportunidade para o fazer e não vamos fazer uma coisa assim, assim. É para fazer, que seja da melhor maneira que sabemos e que desejamos para os nossos gatinhos.

Entretanto surge uma Pandemia, guerra na Europa… Tudo parou e quando recomeçou a economia estava no estado que todos sabemos. Preços de tudo muito mais elevados…Nada ajudou o nosso projecto. Podem dizer que perante o que descrevi, o atraso na construcção de uma abrigo para animais não tem qualquer importância. E talvez tenham razão mas achamos que devemos continuar a lutar pelos nossos sonhos.

Da maneira que estou a gerir as duas situações, o abrigo existente e as obras em Sobral, nunca mais vamos conseguir a mudança para Sobral. Continuam a entrar muitos gatos, as despesas aumentam, o trabalho também. Nunca tenho tempo de ir para Sobral trabalhar (algumas coisas podem ser feitas por nós, como tem sido até agora), está lá o meu marido sózinho com todas as tarefas (sim, neste momento vivemos separados, um trata dos animais que estão em Sintra e o outro dos que estão em Sobral).

Por isso, por muito que me custe, a Entregatos vai fechar temporariamente. Vamos ter de nos focar em arranjar dinheiro para continuar com o projecto de Sobral.

Já passaram 9 anos desde a oferta da nossa adoptante. Não podemos esperar muito mais. Já não vamos para novos, as forças começam a faltar-nos e acho que está na altura de tomar esta decisão, mesmo que me custe muito.

O nosso abrigo precisa de remodelação que não é feita porque não vamos gastar dinheiro num espaço que não é nosso e precisamos de todo o dinheiro possível para investir em Sobral. Vivermos separados não está a ser bom para nenhum de nós e o desgaste destes 9 anos tem sido tanto que está a desanimar e não podemos. Não vamos desistir do nosso e vosso sonho. Sim, vosso porque muito nos têm ajudado senão não estávamos neste ponto da nossa vida.

Não sabemos por quanto tempo estaremos encerrados, tudo dependerá de como as obras decorrerem mas estas têm de começar e depressa. Assim os nossos gatinhos terão melhores condições, nós teremos melhores condições para ajudar outros e tanto eu como o meu marido teremos melhores condições emocionais para tudo isto.

Claro que não consegui ser breve como disse me cima e por isso desculpem o testamento.

Espero que tenham paciência para lêr o que escrevi e entendam a minha razão para tomar esta decisão.

Nota: os compromissos que já temos combinados não vamos falhar.

Ema